VÍDEOS DROGAS


Governo prepara treinamento de equipes contra o crack

O governo dará início em agosto à capacitação de 10.000 líderes comunitários e profissionais de saúde e de educação que vão participar do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas. Lançado em maio pelo presidente Lula, o plano foi debatido na Câmara, no primeiro dia do seminário internacional Políticas sobre Drogas promovido pela Comissão deSeguridade Social e Famíia.


A secretária nacional de Políticas sobre Drogas(Senad), Paulina Duarte, apontou a inexistência de

dados estatísticos sobre o consumo de crack como umdos principais fatores que prejudicam as ações de combateà droga.

“Infelizmente, não temos conhecimento real e específico sobre o consumo de crack no Brasil.

Os que são mostrados pela imprensa são apenas especulação, porque não há ainda nenhum estudo de âmbito nacional finalizado”.

Segundo Paulina, a Senad ainda está concluindo dois estudos sobre o assunto - um apresentando dados

epidemiológicos e outro com dados geográficos.

“O que sabemos é que o crack, antes consumido nas periferias das grandes cidades, apareceu, surpreendentemente, em municipios pobres e na zona rural”.

O Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas prevê o investimento de R$ 410 milhões,

neste ano, em ações imediatas de tratamento médico para dependentes, repressão ao tráfico e campanhas de prevenção.

A Secretaria Nacional Anti-Drogas aplicará R$ 100 milhões em ações de prevenção e coordenação

com os demais ministérios.

"Essas verbas serão aplicadas também em uma campanha de mobilização social e em ações permanentes

de mobilização por todo o país, envolvendo profissionais e veículos de comunicação”, anunciou a

secretária Paulina Duarte.